Entre no Clube de Consumidores
e descubra todas as novidades
que temos para si.
Entre no Clube de Consumidores e descubra todas as novidades que temos para si.

Pescanova

A Pesca Responsável

Os produtos de pescada da Namíbia obtiveram a certificação privada de Pesca Sustentável Grupo Pescanova, após um processo de auditoria da Bureau Veritas, pelo cumprimento do seu índice de referência, com base nos princípios e normas definidos no Código de Conduta para a Pesca Responsável e nas directrizes para o rótulo ecológico do pescado e produtos da pesca da FAO.

Com o objectivo de garantir a sustentabilidade da sua atividade pesqueira, na qual opera há 50 anos, a Pescanova iniciou um programa de certificação de pescas.

Alguns princípios da certificação privada de sustentabilidade pesqueira do Grupo Pescanova são:

Racionalização da actividade pesqueira

Desenvolvimento e organização da pesca para que se fomente a qualidade, diversidade e disponibilidade dos recursos pesqueiros em quantidade suficiente para as gerações presentes e futuras, evitando deste modo a sobreexploração e o excesso de capacidade.
O direito a exercer a actividade pesqueira pressupõe a obrigação de a efectuar de forma responsável, com o propósito de assegurar a conservação e a gestão eficaz dos recursos aquáticos vivos.

Pesca sustentável

A captura, manipulação e processamento do pescado e dos produtos pesqueiros é feito de forma a preservar o valor nutritivo, a qualidade e a iniquidade dos produtos, reduzir os desperdícios e minimizar os efeitos negativos face ao meio ambiente. 
Empregar técnicas, meios e práticas de pesca de forma apropriada para reduzir os desperdícios; separação e captura de espécies de pesca não alvo, tal como outras espécies sensíveis como aves ou mamíferos, ou ameaçadas ou em perigo de extinção.

Conservação dos ecossistemas

Cooperar com a melhoria das técnicas e práticas de pesca selectiva, procurando o aumento das taxas de sobrevivência das espécies não alvo.
Evitar habitats críticos para o pescado, para que problemas como as limitações espaciais, temporais ou de tamanho não se verifiquem nas zonas de reprodução e desova, de modo a proteger as povoações juvenis ou em fase reprodutiva.

voltar